Tratamentos

» Transtornos Depressivos

» Transtorno do Humor Bipolar

- Transtorno do Humor Bipolar

Pessoas com esse tipo de transtorno apresentam grandes oscilações de humor (transtorno bipolar tipo 1) com variações de intensidade, frequência, duração, gravidade e ter apenas uma ocorrência ou acontecer repetidas vezes com intensidades leves, moderadas ou graves. Pode ter uma única ocorrência ou acontecer repetidas vezes em um dos três tipos de intensidade, que podem durar dias, semanas, meses e até mesmo anos.

Este transtorno, também, é conhecido como Transtorno Afetivo Bipolar ou Doença maníaco-depressivo. Pessoas diagnosticadas com esse transtorno apresentam dificuldades de se relacionar na vida familiar, afetiva e profissional. Tratamento com medicamento, psicoterapia e estimulação magnética transcraniana são utilizados.

×
» PSIQUIATRIA DA INFÂNCIA e ADOLESCÊNCIA

Psiquiatria da infantil e adolescência

- Autismo
- Paralisia cerebral
- Transtorno de déficit de atenção
- Hiperatividade
- Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

×

» Síndrome da fadiga crônica

Síndrome da fadiga crônica

- Déficit de memória
- Insônia

×

» Ansiedade

Transtornos ansiosos

Ansiedade é um termo que descreve a preocupação ou antecipação de eventos futuros envolvendo perigo ou infortúnio.

Os transtornos de ansiedade são os mais freqüentes de todos os transtornos psiquiátricos. Esse transtorno é parte de um grupo de doenças psiquiátricas que compartilham os sintomas da ansiedade sendo característica fundamental. Os transtornos que pertencem a esse grupo são:

- Transtorno de Pânico (com ou sem agorafobia);

- Agorafobia sem histórico de transtorno de pânico;

- Fobia especifica;

- Fobia social;

- Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC);

- Transtorno do estresse pós-traumático;

- Transtorno do estresse agudo;

- Transtorno de ansiedade generalizado;

- Transtorno da ansiedade induzido por substancias;

- Transtorno da ansiedade decorrente de uma doença clinica sistêmica.

Ainda não existe cura para o Transtorno de Pânico, porém há tratamentos através de medicamentos capazes de controlar os sintomas da doença, também psicoterapia e outras formas de neuromodulação.



×

» Fobia especifica

Fobia especifica

- Claustrofobia (medo de lugar fechado)
- Acúleofobia (medo de escuro)
- Xenofobia (medo de pessoas)
- Acrofobia (medo de altura)
- Fobia social (medo de se apresentar em público)
- Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)
- Síndrome do pânico (com ou sem agorafobia)

×

» Transtornos de estress pós-traumático

Transtornos de estress pós-traumático
(Traumas ocorridos após a ocorrência de)

- Seqüestro
- Terrorismo
- Acidentes
- Guerras
- Assaltos
- Entre outros

×

» Psicoses

Psicoses

- Paranóia
- Esquizofrenias
- Delírios
- Alucinações
- Confusão mental

×

» Síndrome Demencial (Alzheimer)
» Esquizofrenias

- Esquizofrenias

×

» Epilepsias
» Parkinson

Parkinson

É uma doença crônica e progressiva que compromete o sistema nervoso, que pode piorar com o passar do tempo. Essa doença não é contagiosa, fator (genético) pode contribuir com o aparecimento da doença. Há também fatores como a indução através de medicamentos ou toxinas e o envelhecimento, embora esse último fator seja relevante para o aparecimento da doença de Parkinson, não é ele o principal fator que desenvolve o Parkinson, como é apresentado. Essa doença também é capaz de se desenvolver em pessoas de até 20 anos de idade. A doença de Parkinson é de causa desconhecida e seu tratamento é individual e extremamente especifico, sua medicação é prescrita para, apenas, amenizar os sintomas causados pela doença. Alguns fatores relevantes para o início e a prescrição do tratamento são:

- Estágio da doença;

- Gravidades dos sintomas apresentados pelo paciente;

- Tipo de lesão causado nas células cerebrais;

- Tipos de células afetadas;

- Capacidade de recuperação.

×

» Transtornos alimentares

Transtornos alimentares

- Bulimia
- Anorexia
- Obesidade

×

» Abuso de drogas

Abuso de drogas

- Álcool
- Maconha
- Cocaína
- Entre outras

×

» Transtornos sexuais

Transtornos sexuais

- Impotência
- Parafilias

×

» Transtorno de personalidade

Transtorno de personalidade

- Emocionalmente instável
- Impulsiva
- Dependente
- Evitativa
- Bordeline
- Anti-social
- Histérica

×

» Cefaléias
» Dor crônica

Dor crônica

Quando há aparição de algum dano causado aos tecidos é onde surge a sensação de dor, senti-la se faz fundamental para manter a integridade do organismo do ser humano.

Com a ocorrência da liberação local de substâncias químicas, quando um tecido é traumatizado as substâncias liberadas são detectadas de imediato pelas terminações nervosas livres, que fazem o trabalho de disparar um impulso elétrico que chega até a parte posterior da medula espinhal. O tempo de ocorrência desses impulsos é o mesmo tempo que um individuo que coloca a sua mão, por exemplo, em uma chaleira fervendo, leva para retira-la.

A propagação dos impulsos elétricos é inibida através da liberação de Endorfina e de Encefalinas, assim que os sinais chegam e tornam-se conscientes ao cérebro.

Por volta de um terço da população, poderá apresentar, em algum momento da vida, algum tipo de dor crônica. Essa é uma doença que pode causar debilitação e algumas conseqüências devastadoras para a condição física, comportamental e psicológica. Entre muitos problemas que podem acarretar em dores crônicas, estão

- Inflamações nos organismos internos;

- Degeneração nos organismos internos;

-Câncer;

- Dores na coluna;

- Dores nas articulações;

- Dores reumáticas.

O tratamento para a dor crônica é individualizado e complexo, apresentando diversas formas e técnicas para que o paciente não tenha apenas o tratamento com medicamentos. O médico, então, poderá adaptar o tratamento de seus pacientes de acordo com a necessidade apresentada por cada um, usando alternativas como um acompanhamento com equipes multidisciplinares e multiprofissionais para complementar o tratamento do paciente. Em todos os casos o tratamento requer que o paciente passe periodicamente por uma avaliação, para que tanto médico quanto paciente tenham resultados quanto ao tratamento.

- Neuragia do nervo pudendo
- Neuropatia diabética

×

» Psiquiatria infantil

Psiquiatria infantil

- Autismo
- Paralisia cerebral
- Transtorno de déficit de atenção
- Hiperatividade
- Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

×

» Psiquiatria geriátrica

Doença de Alzheimer

É um transtorno degenerativo progressivo aonde as células nervosas do cérebro são destruídas, o que acarreta a redução dos processos mentais (demência). A evolução da doença varia de individuo, porém ela pode apresentar um período de duração de dois a vinte anos. Como essa doença ainda não é totalmente conhecida, acredita-se que ela possa ser causada por uma ruptura das proteínas, acarretando um depósito protéico dentro do cérebro o fator hereditário é importante.


A doença de Alzheimer, também, pode ser agravada por fatores ambientais e infecções. Como não existe uma cura para essa doença e nada que possa levar o portador a reparar a lesão das células cerebrais, o único objetivo do tratamento é aliviar os sintomas causados.

×

» Dificuldade de memória

Dificuldade de memória

×

» Transtornos do sono

Transtornos do sono

- Insônia
A insônia consiste na dificuldade de conciliar o sono, em permanecer dormindo ou até sentir-se cansado após uma noite de sono. Como cada pessoa necessita de um determinado tempo de sono, por exemplo, crianças e adultos precisam de uma quantidade diferente de sono, é comum que algumas pessoas reduzam a quantidade do sono com o passar dos anos. A insônia torna-se mais comum aos 65 anos de idade (ou mais), a insônia ainda pode ser dividida em três vertentes. - Insônia Transitória tem duração média de 2 a 3 dias; - Insônia de Curto Prazo tem duração média de 2 a 3 semanas; - Insônia Crônica tem duração maior que 3 semanas. Algumas pessoas sabem e até mesmo acreditam que o fato ocorre por causa da idade, já outras pessoas não conseguem conviver com esta doença e, portanto, necessitam de acompanhamento médico para ajudar com tratamento, esse consiste em possibilitar ao paciente um retorno ao padrão normal de sono. - Sonolência diurna
- Apnéia do sono
- Ronco

×

» Fibromialgia
» AVC (acidente vascular cerebral)

AVC (acidente vascular cerebral)

- Seqüelas AVC
- Derrame

×

» Espasticidade
» Distonias
» Transtornos mentais decorrentes de doenças orgânicas
» Reabilitação neurofuncional
VOLTAR

Av. Anita Garibaldi, 850 - Ed Infinity Torre Success, Sl 303 | 41 3352.0142

Horário de funcionamento: Seg. á Sex. das 10hs ás 12hs e das 13hs ás 18hs

Copyright © 2013 Todos os direitos reservados